Sonhos nem sempre são reais,




Gostava de copiar a matéria do quadro, era algo que distraía. Tinha vezes que copiava duas ou três vezes a mesma frase, só para durar mais tempo. Por isso detestava as matérias que não tinha nada para escrever, que dependia de pensar. Sabia que não era inteligente e que não conseguia concentrar-se e raciocinar. “Podia cair uma bomba nessa escola, seria legal”. Então ela ficava lá fingindo que pensava sobre o conteúdo, mas pensava em formas de escapar de lá, que no fundo sabia não se concretizariam. De vez em quando tomava coragem de rabiscar as últimas folhas do caderno; rabiscos sem sentido algum, com um lápis de cor velho que nunca usava. Primeiro fazia uma linha reta, depois espiral. Traços finos, quase invisíveis, até que se cansava e voltava a fazer suas atividades.

Aquele dia chegou em sua casa e foi agredida...
“Tava rebolando na rua né sua vadia! Vieram me contar o que andou fazendo. Já tinha te avisado pra não fazer merda e me envergonhar” – Disse furioso, o seu pai.
Pai, eu não fiz nada, juro! – falou meio que se esquivando e indo em direção à porta.
Não vai fugir não. Sabia que aquela vaca da sua mãe não ia te educar direito. Só faz bosta, que nem você.

Era um dia aleatório. Nunca precisava de motivo. Ele sempre a espancava.

Então, ela imaginou-se escovando seus cabelos compridos numa bela penteadeira cheia de cosméticos. Ficaria o dia inteiro se arrumando e seria a princesinha do papai e a queridinha da mamãe. Teria um namorado. Quem sabe poderia ser a garota mais popular da escola. Todos a cumprimentariam e beijariam no rosto. Que roupas teriam? Poderia vestir-se sem repetir por pelo menos dois meses. Imaginava-se andando pela escola e pela casa como uma fada, e todos a amariam e cuidariam dela. Só imaginação.

Ficou lá, parada, olhando pra ele. Sabia que emanava medo. Mas com o tempo aprendeu a ficar quieta, pois qualquer coisa que fizesse seria pior. Os movimentos, as ações pioram as coisas. Verbos nem sempre indicam ações, segundo o que a professora disse uma vez. Sentir é uma ação? Deve ser, é melhor evitar isso também.

Ela continuou olhando... É preciso muita coragem para enfrentar um inimigo, e ainda mais coragem para enfrentar um “amigo”, o seu próprio pai... Não lhe guardava rancor.

‘Tá’ me encarando, bosta? Tem coragem de olhar na minha cara? – o pai transpassava raiva pelos olhos.

Levou o primeiro soco. Um lindo vestido de cetim, para ir às festas as quais com certeza seria convidada. 

Chute. Sentiu falta de ar. Calças jeans como as que viam as colegas usando quando passava pelo centro. 

Ouviu mais alguns insultos, mas não importava. Dor. “Então é assim que a gente se sente vivo?”. 

                 Um dia teria um guarda roupa lotado.


PAUTA para a 60° edição (filme) do Once Upon a Time - com a frase: "É preciso muita coragem para enfrentar um inimigo, e ainda mais coragem para enfrentar um amigo."

17 Pessoas confessaram Amor Verdadeiro:

Jéssica Milena disse...

Profundo, triste e um tanto realista.
Acho que existem muitas meninas que se identificariam com o qu você descreve tão bem.
Sonhos x Realidade cruel.

Gostei muito do texto Tay.
Aliás, nem sempre são as lindas histórias de amor que emocionam nossos corações.rsrs

Parabéns pela inovação na escrita. \o/

Gabriela Morgante disse...

Segunda vez tentando comentar.

Enfim, fiquei chocada com esse texto, realmente não esperava que se tratasse se um tema tão frote como este.
Gostei muito porque me surpreendeu, e foi super bem escrito!

Parabéns viu? Amei!
O seu blog também é todo lindo!

Beijos,
Gabi

Mundo Platônico
(http://gabiiem.blogspot.com/)

Diiegõ Chavees disse...

Triste, Real, e muito Forte!
Lindo Post ANJO *-*

Mundinho teen disse...

Estou seguindo, achei o blog muito lindo.
Se puder seguir *-* http://meuseunossomundinho.blogspot.com/

Sarah Chaves disse...

' que liindo o texto, mt realista *-*
te seguindo, adorei td aqui, se puder fazer o msm grata *-* http://sarahchavesdeoliveira.blogspot.com/

Gabriela disse...

Nossa lindo o texto, ao le-lo me senti como se fosse a protagonista... amei!
Parabens msmo!
bjks

**Brunah Isabelle =) disse...

Ahh q fofo é esse blog.
adoro blogs assim!
seu blog é tuudo
seguiindo.,.
http://the-blog-teenager.blogspot.com/

Ray Fernandes! disse...

não compreendi muito bem, mas o texto é forte e expressivo, me lembrou muito minha forma de pensar!

Gabriela Lauriano disse...

Amei esse texto,é lindo.
Sem falar do blog.. super organizado,e muito fofo.
Amei tudo aqui,vou seguir.
Beijos e sucesso ;*

Lys Fernanda disse...

Nossa, os meus olhos não se encheram de lagrimas, mas eu pude senti-las por tras dos globulos brancos. É tao cruel e ao mesmo tempo ilusorio. Por que apesar da triste realidade expressa existe um mundo o qual só ela conhece. O mundo que ainda a faz feliz. Admiro a sua capacidade de escrever coisas assim, eu nao seria capaz. Sou fraca demais ate com as palavras para imaginar algo tao cruel e perverso, mas meus parabens. Eu gostei, gostei mesmo!

Letícia Monteiro disse...

Meu Deus, nunca li um texto tão bom em toda a minha vida. Tão fora do padrão, tão criativo, tão bem escrito, tão cheio de sentimento *__*
Parabéns. Realmente Parabéns pelo texto. Que jeito maduro ela inventou de driblar a dor.
Beijos ;*
Realmente amei s2'

Jaquellinee disse...

Nossa amei o texto e faço as apalavras da Leticia as minhas também.Bjs

Jaquellinee disse...

Taynara tem selinhos pra vc lá no meu blog,de uma passada lá

http://jaquellinee.blogspot.com/2010/12/repassando-os-selos.html

@juusep disse...

Só passando para avisar que tem um selinho lá no blog, e uma mensagem de Natal e ano Novo adiantado rs. Beijos, feliz Natal e um prospero ano novo! Se cuida.

http://vouvivendoavidalevemente.blogspot.com/2010/12/papai-noel-deixou-meu-presente-de-natal.html

José María Souza Costa disse...

Continue festejando o seu Santo Natal.
Vim lhe desejar Harmonia e Paz. Tens um blogue Belíssimo. Passei aqui lendo, e observando. E estou lhe convidando a visitar o meu, que por sinal é muito Simplório, e se possível seguirmos juntos por eles. Estarei muito grato esperando por vós lá.
Abraços fraternais e que o Menino Deus, nos proteja, Sempre.

Jackie disse...

Vc ganhou um selo = D
Visite: http://floresnegrasdajackie.blogspot.com/
e pegue o seu. Não se esqueça das regras! =D
Feliz Ano Novo!

Raíssa T. Klasman disse...

Olá... Então, coloquei seu blog numa listinha dos que eu visito com frequencia. ela está exposta no #Smile, para que outras pessoas vejam, e possam te visitar também, tá? tem algum problema? caso haja, me avise, ok? beijos, e me faça uma visitinha, tá bom? Raíssa
smileonly-now.blogspot.com

Postar um comentário